Ah Paris, Paris

Na correria do dia a dia, faz quase um ano que eu visitei Paris e nunca escrevi nada sobre lá. Mas outro dia mandei um e-mail para uns amigos sobre essa cidade linda, cheio de dicas, e achei que seria uma boa colocar aqui no blog. São dicas bem gerais, mas espero que sejam úteis para quem passa por aqui também.

Em junho eu volto para lá e daí pretendo escrever direito sobre Paris :)

Enquanto isso fique com as dicas e as fotos – todas minhas, favor não roubar ;P

Paris é dividida em arrondissements, são regiões. Começa ali na Île de la Cité, onde fica a Notre-Dame, que é o 1er. E vai crescendo em espiral até o 20ème. Generalizando, os bairros mais perto das atrações turisticas ficam do 1er ao 6ème.

Sabendo como funcionam os arrondissements, fica mais fácil se localizar em Paris. Toda placa de rua informa o arrondissement.

Dica mais importante: compre o Paris Museum Pass. Veja porque:

  • Dá direito a visitar tudo o que interessa, exceto a Torre Eiffel.
  • Com ele você pode entrar quantas vezes quiser nos museus durante o período de validade do passe. Isso é muito bom para o Louvre por exemplo
  • Com o passe você fura várias filas – como a do Louvre e a do Chateau de Versailles – mas não escapa de outras como a das torres da Notre-Dame e da Sainte Chapelle.
  • Com ele você pode acabar visitando museus ou lugares que nao planejou, só porque o lugar está no seu caminho e você tem o passe. E isso pode ser ótimo.

Você pode comprar o de 2 dias (32 euros), 4 dias (48 euros) ou 6 dias (64 euros). Ele passa a valer a partir do momento em que você escreve a data e horário no verso. Então minha recomendação é que você compre o passe de manhãzinha, no primeiro museu/ponto turístico que for visitar. Eu comprei o meu no Musée d’Orsay. Não tinha fila nenhuma.

Museus “obrigatórios”
Louvre – é imenso, nem todos os alertas do mundo te preparam para o que você vai ver. Dica: entre no site do Louvre e planeje sua visita antes de ir para lá. Não tente ver tudo num dia só: você não vai ver nada direito, vai morrer de cansaço e pegar birra do museu. Reserve um dia para cada ala, um dia para ver Grécia, outro pra ver Egito, sei lá. Mas planeje antes.

Parte do museu do Louvre a noite.

d’Orsay – aaaaaaah os impressionistas. Van Gogh, Renoir, Monet, Degas, todas aquelas coisas que a gente sempre viu nos livros da escola. É bem emocionante ver ao vivo. O prédio é lindão também. Não é tão grande quanto o Louvre mas talvez seja bom se planejar antes também.

Não lembro o nome dessa obra ="

Eu e o "Quarto em Arles" do Van Gogh

Centre Pompidou – museu de arte moderna. O prédio é lindinho, a praça em frente é fofa, a fonte Stravinski :~~~~. E a vista lá do alto é linda tambem. Quando eu fui, vi uma exposição temporária do Calder, era linda. Não dei muita bola para o acervo, esse ano corrijo isso.

A Fonte Stravinski. Pena que a fonte não estava cuspindo água

Museus pequenos e adoráveis

L’Orangerie – meu preferido disparado. Tem uma coleção muito legal de impressionistas, mas o mais lindo e comovente são as salas onde ficam as Ninféias do Monet. Só elas valem a visita. São duas salas onde você fica cercado pelas Ninféias. Dá pra passar bons minutos la sentadinho olhando… quem gosta de Monet tem que ir. E o museu é pequeno e tranquilo…

Musée Rodin – meu top 2. Fica numa casa maravilhosa, com o jardim LINDO. No jardim tem um monte de esculturas como O Pensador, a Porta do Inferno, os Burgueses de Calais… dentro da casa tem esculturas e estudos do Rodin e da Camille Claudel.  Fica pertinho do Hôtel des Invalides, onde tá o túmulo do Napoleão. Aliás…

"Valsa", da Camille Claudel. Lindo lindo lindo

Musée de l’Armée/ Les Invalides – É onde tá o túmulo do Napoleão. É bem impressionante. No Musée de l’Armée eu não fui mas já vi muita gente que foi dizer que é bom demais.
Invalides

Panthéon – É onde estão sepultados os grandes homens da França, como Victor Hugo, Braille, Descartes, Marie e Pierre Curie, Alexandre Dumas, Voltaire, Zola… o prédio é sensacional. E o pêndulo de Foucault tá aí também, balangando o dia todo.

Taí o Pêndulo de Foucault

Musée Picasso – Cheio de coisas do Picasso. É legal, vale a visita.

Igrejas imperdíveis
Notre-Dame – vale visitar a igreja bem cedinho, quando está mais vazia. É linda por dentro e por fora – vale olhar ela por trás, quase ninguém lembra. Tem um jardim bonitinho atrás. Daí tem a cripta arqueológica de Notre Dame, eu não vi muita graça, mas fui no fim de um dia, cansada, de repente você tem mais sorte. As torres valem a pena. É uma subida cansativa, de escada, mas a vista é bonita e você vê as quimeras de perto, e o sino do corcunda, NHOM. Se você curte ver as coisas de cima, suba. Mas chegue cedo para evitar fila.

Os fundos da Notre-Dame - não tem turistas! UAU!

Quimeras não são gárgulas! Essas moram no alto da Notre-Dame

Sainte-Chapelle – É fantástica. Os vitrais são maravilhosos. É uma capelinha, onde o Rei Luis IX (a.k.a São Luis) e família rezavam. Também vale chegar cedo pra evitar fila, os grupos que entram para visita são pequenos…

Teto de estrelinhas da Sainte-Chapelle e seus vitrais impressionantes

Sacré-Coeur de Montmartre – é liiiiiiiiiiinda. :~. Vale a pena ir de manhã e passar um tempão zanzando por Montmartre.

Branquinha, linda e imponente

Montmartre fica em uma colina. Suba de funiculaire e desça à pé, zanzando.

Saint Sulpice – é a igreja do Código da Vinci, hahahaha. É legal, tem umas coisas misteriosas, uma praça bonita na frente, e não tem mais tanto fã de Codigo da Vinci lá.

Nenhum risco de encontrar um albino malucão

Pontos turísticos em geral e vistas absurdas
Arco do Triunfo – É demais. Imenso e cheio de detalhes, escudos comemorativos das vitórias do Napoleão, várias coisas. Para entender direito o Arco, recomendo subir. É de escada, um pouco puxado, mas vale a pena. Antes de ir ao topo do arco propriamente dito, onde você vai ver Paris inteira, tem um museuzinho, com uma instalação interativa onde você pode ver pedacinho por pedacinho do arco. Vale a pena.

Torre Eiffel – É linda, claro. Mas subir eu acho opcional. O principal motivo é o seguinte: quando você sobe na torre, vê Paris toda… sem a Torre. FUEN. Mas é legal ver a estrutura da torre por dentro. Enfim, você decide se vale a pena gastar tempo e dinheiro subindo. Eles vendem ingressos separados para os dois estágios da torre, mas se você for subir, compra logo o ingresso até o último estágio. Minha dica: suba na torre de dia e no arco a noite, ou vice-versa. Faça um piquenique no Champ de Mars, o jardinzão aos pés da torre.

Do alto da Torre, o Sena a perder de vista

Clássico, sem dúvida

Place des Vosges – Uma praça linda, linda, toda simétrica, cercada de prédios lindos, no bairro mais legal de Paris. Se o dia estiver bonito vai estar cheio de gente deitada na grama, crianças brincando na areia…

Place des Vosges num dia lindo de sol

Jardin des Tuileries – é o jardinzão imenso em frente ao Louvre. Vale andar ele inteiro, L’Orangerie fica aí também. Tem um “laguinho” lá, já perto da Place de la Concorde cercado de cadeirinhas, delícia passar tempo lá.

Jardin des Tuileries, liiiindo

Jardin du Luxembourg – é maravilhoso mas um pouco mais formal. Não pode sentar na grama por exemplo. Vale muito visitar. Também tem um “laguinho” onde as crianças brincam com barquinhos…

No Luxembourg não pode sentar na grama mas é cheio de cadeirinhas

Canal Saint-Martin – não é muito turístico. É legal andar nas margens e sacar como é a Paris dos moradores, ver a galera voltando do trabalho, tomando uma cerveja na beira do canal, pescando (!)…

Canal Saint Martin é um charme. Sente pra tomar uma cervejinha na margem do canal

Batobus – se você quiser passear de barco pelo Sena eu acho que é a melhor opção. Os outros (bateaux de paris, etc) dão uma voltinha, sem paradas, com guia falando o caminho todo. O Batobus funciona como esses onibus hop in hop off, você sobe e desce quantas vezes quiser nas paradas, durante um dia. É legal para ver a torre, a notre-dame, as coisas de outro ângulo.

Navegando pelo Sena

PARA COMER
– Melhor Falafel do mundo é no L’As du Falafel, fica na Rue des Rosiers, no Marais, onde tem vários outros restaurantes de falafel e judaicos. Coma na rua, é mais barato e mais TRU
– Para lanchinhos, tem Brioche Dorée e Paul, sanduiches gostosos, preço bom. Tem também vendedores de crepe e galette na cidade inteira, aproveite.
– Para doces, La Durée, especialmente a da Rue Bonaparte. Tem na Champs Elysées tbm. Coma macaron de limão e depois me agradeça :P
– Eu jantei em um restaurante tipicamente francês e nada turistico chamado Le Vin qui Chante, na Opera. Comi um porquinho muito bom e uma sobremesa de chorar, brioche perdu com frutas confit. Inesquecível.

Para showzinhos
Eu fui no La Maroquinerie, sempre tem umas coisas legais lá, o lugar é pequeno, para 500 pessoas e som EXCELENTE
Tem também o Nouveau Casino
E o le Bataclan
E o Le Zenith

E aqui um videozinho sobre a cidade que eu fiz

Dúvidas? Críticas? Correções? Deixe um comentário que eu respondo!

Anúncios

17 Respostas to “Ah Paris, Paris”

  1. danzero Says:

    Hahaha, partner… eu joguei no Google “não são gárgulas” para lembrar o nome das quimeras e o que ele me dá de resultado!? (:

    Adorei minha viagem, mas faltou um monte de coisas… desculpinha pra voltar né? hahaha!

    E só pra atualizar, o Paris Pass agora tá MEGA caro: 2 dias (€99.00), 4 dias (€145.00) e 6 dias (€176.00)… Mas tá com o transporte incluso – não sei se em 2008 era assim tb…

    Bjão!

  2. fabio Says:

    vc usa algum guia? qual recomenda?

  3. Dublado Says:

    Muita gente no Brasil procura o conteúdo exposto aqui, você é o que há!

  4. lina Says:

    Lígia,

    Adorei as dicas, cheguei a poucos dias da Itália, minha viagem foi
    planejada nos moldes da sua.
    E recebi dicas de blogues que me foram utés.
    Estou me preparando para viajar na primavera e vou seguir suas
    dicas para Paris, Barcelona e Lisboa.
    bjs
    Lina

  5. Paris – Passeios « Material Girl Says:

    […] sobre os principais pontos turísticos de Paris – Viagens de Ligelena Dicas – Conexão Paris E mais dicas – O Guia de Paris Fotos – From […]

  6. Lilian Says:

    Adorei! Acabei de voltar de Paris e estou fazendo um resumo no meu blog. Vou te linkar lá. bjos

  7. Fred`` Says:

    Ah, Paris!
    É uma cidade fantástica e apaixonante. Não conheço ninguém que já tenha ido e que não queira voltar. Ano que vem tem mais.
    Muito bacana o post e o video! Legal rever a Dona Regina. :)
    Mas enfim… acho que só faltou comentar que uma fugidinha a Versailles também é uma boa dica para quem está visitando a cidade luz.

  8. Ronilde Rocha Machado Says:

    Oi Lígia, adorei as fotos de Paris!
    Achei o filme muito “pós-moderno”, tudo muito veloz, tudo muito fugaz…
    Queria ver você e a Rê mais devagar!

    Depois vejo os outros países…

    bjs
    Rona

  9. looalmeida Says:

    delícia de post.
    dicas devidamente anotadas!

  10. deathiele Says:

    Dá vontade de chorar de saudades… e arrependimento por algumas coisinhas que eu não vi…rs

    Gosto das suas dicas!

    Beijos

  11. Ila Fox Says:

    Muito bacana este post Ligia! queria ter lido algo assim antes de ir pra Paris no ano passado! bacana mesmo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: