Ruínas do Convento do Carmo

 

O Convento visto da Praça do Rossio

O Convento visto da Praça do Rossio

Talvez você não saiba (eu não sabia), mas no século XVIII a cidade de Lisboa foi quase totalmente destruida por um terremoto. Foi um lance muito cruel, porque depois do terremoto diz que teve um tsunami e vários incêndios. Morreu uma cacetada de gente, e vários prédios foram completamente destruidos, bem como livros e obras de arte, etc e tal. A cidade foi reconstruida sob a batuta do Marquês de Pombal, que fez um belo trabalho – isso sou eu que acho. 

Mas o Convento do Carmo não foi reconstruido. Parece que até tentaram começar, mas faltou dinheiro, e enfim.  Ficaram lá as ruínas do que foi uma das construções góticas mais importantes de Portugal, como uma espécie de memorial do terremoto. 

 

Largo do Carmo - a portinha vermelha engana...

Largo do Carmo - a portinha vermelha engana...

Bom, quando você chega ao Largo do Carmo – que é beeeeeeem charmosinho -, e entra pelos portões para pagar seu ingresso, não dá pra imaginar o que vai ver quando finalmente entrar no Convento. Aliás, uma das coisas mais legais foi ficar sentada nas escadarias da entrada observando a reação das pessoas quando entravam. Não dá pra segurar, o seu queixo VAI cair, especialmente se o dia estiver lindo como estava quando eu fui.

 

Uaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaau...

Uaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaau...

Bom, o que você vê é uma igreja gótica, toda imponente, apontando para o céu, mas sem o teto, então você de fato vê o céu para onde as paredes apontam. Dá pra imaginar como ela devia ser bonita. As paredes brancas contrastam com o céu azul, e você fica sem fôlego de tanta LINDEZA. 

Ali mesmo, ao ar livre, são expostas algumas peças que foram encontradas após o terremoto. Cruzes, túmulos, placas com inscrições em português de antigamente, pias batismais, enfim, coisas de igreja, que existia desde o século XIV. Daí tem também um museu arqueológico indoor, pequenininho mas bastante interessante. O destaque, pra mim, foram as peças romanas e as duas múmias peruanas.  

Fiz um videozinho tosco, olha aí:

Anúncios

Tags:

3 Respostas to “Ruínas do Convento do Carmo”

  1. Manuel Pacheco Says:

    Para quando o regresso a Portugal? volte sempre.

  2. Jaime Guzzon Garcia Says:

    Oi, Lígia.
    Estamos indo a Portugal e estava a procura de informações e……
    que MARRRRRRAVILHAAA o que achei. P A R A B E N S…
    Ainda estou absorvendo tudo mas, que forma de escrever acessível para entendimento. Fiquei encantado. Vou levar TODAS as dicas em consideração. Mais uma vez, parabéns ..e…. obrigado.

  3. Robson Says:

    O terremoto de Lisboa teve efeitos aqui no Brasil. Milhares de documentos que contavam boa parte de nossa história logo após o descobrimento foram destruídos… :(

    Acho que o Marquês de Pombal foi o maior administrador que o Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves teve na época.

    :)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: